Excelentíssimo Sr. Presidente da República

 Lisboa 29.05.2011

Excelência,

    Como cidadão português estou a sentir-me verdadeiramente envergonhado com o pobre e triste espectáculo destas eleições legislativas. Estamos a viver uma verdadeira comédia  povoada de bufos e farsantes. Tenho perfeita consciência de que os portugueses estão à beira da maior fatalidade da sua história. Com música, bombos e palhaços, discursos inflamados pejados de promessas, acusações e mentiras, confunde-se um eleitorado mal informado que não tem grande capacidade para avaliar o mérito dos partidos e dos seus líderes. Se até à boca das urnas o nosso povo continuar a ser bombardeado com slogans de provocação, e for envolvido em disputas partidárias, o resultado destas eleições não irá permitir a formação de um governo sério e competente, capaz de liderar os portugueses nos próximos cinco anos e de conseguir recuperar a economia nacional. Para mim, depois da governação desastrada do PS, que conduziu claramente o país ao descalabro em que nos encontramos, o ex-primeiro ministro José Sócrates deveria ser considerado candidato inelegível. O simples facto de se tratar de um mentiroso compulsivo, deveria ser bastante para inviabilizar a sua candidatura. Os portugueses lúcidos, sabem  que não foi a Crise Internacional que nos lançou na situação em que hoje nos encontramos. Houve claramente uma má gestão governativa e  uma enorme irresponsabilidade e incompetência, por parte dos nossos  governantes. Para além disso houve ainda um aproveitamento inqualificável e desleal dos recursos económicos de Portugal, por parte de um Governo que levou todo o tempo da sua governação a ampliar e consolidar a sua base eleitoral através de uma escandalosa distribuição de cargos e mordomias, fazendo proliferar como nunca, boys e girls e gestores públicos principescamente remunerados. Esses eleitores perderam totalmente o seu livre arbítrio e Isto nada tem a ver com a Crise Internacional. É gente desta que irá formar o resultado eleitoral po PS. Foi um verdadeiro abuso de poder. Em parte considero que V.Exª Sr. Presidente, foi grandemente responsável por esta situação, porque estes factos passaram-se sob a sua legislatura presidencial. Penso, que a fidelidade à Constituição não deve ir ao ponto de se sacrificar o destino do país. Não quero terminar esta minha mensagem sem dizer a V.Exª que não concordo minimamente com um governo de coligação de partidos. Será a pior asneira que se poderá fazer. Um governo desse tipo será uma verdadeira gaiola de caranguejos, com resultados totalmente perigosos e imprevisíveis. Também quero dizer a V.Exª que, na minha opinião o Engº José Sócrates não deve participar de nenhuma solução governativa. Será verdadeiramente escandaloso incluí-lo em qualquer governo.  Seria do Governo  que deveria ter partido sempre o exemplo de respeito pela democracia, mas passou-se exactamente o contrário.

A.S.Lopes   

Esta entrada foi publicada em Comentários e Política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s