EXISTEM MALES QUE VÊM POR BEM

 

Existem males que vêm por bem.

 

As vergonhosas derrotas que a selecção nacional brasileira sofreu na Copa, podem ter bem mais interesse para o Brasil e para os brasileiros do que aquilo que se possa pensar.

Vivemos num mundo de valores desvirtuados e o futebol é um desses nítidos valores.  Na verdade não é o futebol o culpado disso. As culpadas são as pessoas, que se deixam converter em escravos das suas paixões.

Os homens não se devem transformar em escravos  das suas paixões para evitarem ter de  sofrer por elas.

O Brasil não estava minimamente preparado para poder vencer a Alemanha.  A  Alemanha pelo que já fez ao mundo, pelo sofrimento que espalhou por toda a Europa e pelo vergonhoso e inesquecível holocausto que praticou, acabou por se  tornar uma nação pouco simpática.  Ainda hoje se percebe que os alemães pretendem dominar a Europa, agora economicamente, e que possuem um espírito belicista e hegemónico que não agrada às outras nações do mundo, principalmente às que estiveram sujeitas à sua  tirania militar durante a 2ª  Guerra Mundial. Todavia não podemos esquecer que se trata de um povo disciplinado, empreendedor e muito trabalhador. É esse o principal segredo da sua prosperidade económica. Portugal e o Brasil, ao perderem, vão ter que olhar para dentro de si mesmos e  reconhecerem os seus defeitos e os seus enormes vazios. Vão ter de compreender que não é com o futebol que se constroem os países. O amor e a paixão dos portugueses e dos brasileiros devem ser exclusivamente canalizados para o progresso das suas duas pátrias, para a construção de sociedades mais  prósperas e mais justas dentro delas e não para a satisfação de  paixões ou vícios banais de divertimento e vaidade.

Se os nossos dois países acordarem a tempo para esta grande realidade, estas feias e tristes derrotas talvez tivessem valido bem a pena para nos motivarem a corrigir tudo aquilo que  está profundamente errado e que nos apequena.

Esta é a minha sincera opinião e é também, penso eu, a opinião de muitos milhões de portugueses e de brasileiros que navegam nas mesmas águas e possuem sentimentos patrióticos idênticos. Que me perdoem os facciosos dos  nossos  dois países se estas minhas considerações lhes não agradarem.

Não façam do futebol a razão de ser das vossas vidas.

 

Afonso Soares Lopes

 

Esta entrada foi publicada em A Copa do Mundo com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s