MARAVILHAS DO PLANETA EM QUE VIVEMOS….. 1

Maravilhas do Planeta em que vivemos.

A variedade de formas de vida que se podem contemplar na barreira de coral do Pacífico, perto da Austrália, é incrivelmente fascinante. A extensa e maravilhosa barreira de coral é um intrincado complexo de recifes que acompanha a costa nordeste da Austrália a baixa profundidade. Os bancos de coral exibem as  suas múltiplas formas e cores e desdobram-se perante os olhos dos mergulhadores  em maravilhosas formas e tamanhos.  Nadando e caminhando nesse intrincado universo de formas e cores, há peixes de formas bizarras e impossíveis de imaginar e um mundo maravilhoso  de seres vivos.  Que se poderá pensar e dizer da forma como se alimentam, reproduzem e vivem de baixo da filtrada luz solar? O mundo dos moluscos, quase inumerável abre-se perante os nossos olhos, sustentado por algas e pequenas mas profusas formas de vida. É um mundo onde se podem contemplar abundantes exemplos de simbiose. Um dos mais notáveis exemplos dessa simbiose é o de um gigantesco molusco que vive na dependência de uma minúscula alga unicelular. Este molusco, que pode alcançar mais de um metro de diâmetro vive assente no fundo sob as sua conchas e expõe o seu manto carnudo à luz solar. O manto deste interessante molusco possui células habitadas por algas unicelulares que produzem alimento através de fotossíntese. Nesse manto carnudo existem milhões ou milhares de milhões de algas que cooperam para a alimentação permanente do molusco. Existem espalhadas entre os corais outras formas de vida multicoloridas que usam a simbiose para se poderem alimentar e desenvolver. As microalgas transformam o dióxido de carbono em alimentos e libertam o oxigénio com que os seres vivos, por sua vez ,transformam o alimento em energia e nutrição. Este é um ciclo ininterrupto de interações que beneficiam mutuamente as plantas e os animais e que tornam possível a sobrevivência de uma enorme diversidade de criaturas.                                                                              Na grande Barreira de Coral do Pacífico pode ainda encontrar-se uma criatura muito curiosa: – O verme palolo – trata-se de um verme que se assemelha a uma minhoca espalmada que pode atingir cerca de trinta centímetros de comprimento. Este verme é muito conhecido e muito importante para os habitantes da Ilha de Samoa, porque os seus ovos, que sobem à superfície no momento da desova numa grande profusão, tão grande, que os samoanos os aproveitam para os apanhar e para depois os comerem. Estes dois exemplos muito curiosos, são apenas dois exemplos ao lado de muitos outros que existem.

Se desejar saber algo mais sobre o verme palolo consulte a wilkipedia através da Net.

Convido os visitantes a acederem aos video deste blog ………

Grande Barreira de Corais 2012.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em FUNDOS OCEÂNICOS, Maravilhas da Natureza, Natureza com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s