A INGLATERRA É UM DOS PAÍSES EUROPEUS AONDE A VELHICE É TRATADA COM DIGNIDADE

O Reino Unido figura nos rankings internacionais com o um dos melhores países para se envelhecer. Nenhuma cidade inglesa se esforça tanto para ser amiga dos idosos como a cidade inglesa de Manchester. Essa bela atitude parece ter sido acarinhada por todos os habitantes da cidade.                                      Esta grande virtude inglesa de solidariedade sossega o coração dos idosos ingleses, que se orgulham de poder terminar os seus dias sem ter de passar por medos e amargas situações e restrições de todo o tipo.                                                No jornal “Público”  do dia 6 de Setembro pode ler-se um extenso e belo artigo com o título de “ENVELHECER MELHOR” que nos mostra até que ponto os ingleses presam e auxiliam os seus idosos a viver com dignidade.             Vou limitar-me a reproduzir algumas  partes desse artigo que verdadeiramente me encantaram. O facto das pessoas idosas se sentirem bem e seguras na Inglaterra,  transmite-lhes uma grande paz interior e dá-lhes conforto e alegria, o que infelizmente não é o caso de um grande número de países, onde os idosos são desprezados e quase abandonados, tanto pelas famílias como pelo próprio Estado. Portugal tem estado a tornar-se um campeão dessa infeliz e condenável atitude. A crise económica que deflagrou no nosso país atingiu muito severamente os idosos e o Governo pouca, ou quase nenhuma protecção lhes concedeu. O Governo com as suas atitudes de frieza e indiferença tem procurado demonstrar que os idosos por já não conseguirem produzir riqueza colectável são um estorvo social que prejudica a economia do país e diminui a qualidade de vida dos outros grupos sociais em geral. A falta de solidariedade afectiva que existe na maior parte das famílias portuguesas e o seu fraco poder económico tornam o problema mais profundo e doloroso, porque os portugueses estão progressivamente mentalizados para aceitar essa tremenda injustiça. A consideração e carinho naturalmente devidos aos idosos, têm progressivamente, estado a desaparecer em Portugal e a ser substituídos por sentimentos puramente materialistas.  O Governo ao impor, à maioria dos idosos, pensões de miséria da ordem dos 300,00 €,  e até menos, demonstra claramente um irrealismo cruel, e a vontade de os eliminar progressivamente.  Neste momento os idosos portugueses vivem um drama profundo, sabendo que não podem adoecer e muito menos contrair enfermidades graves como a diabetes ou o câncer, porque isso significará estar condenado a morrer sem alternativa de um tratamento eficaz ou de uma alimentação conveniente e adequada.                         A diferença no Reino Unido é enorme, quase abissal, porque os idosos não pagam taxas moderadoras nas consultas de urgência ou de rotina, nem nas intervenções  cirúrgicas nem nos internamentos hospitalares e também não pagam os medicamentos que lhes forem prescritos. No Inverno todos eles terão direito a um subsídio para aquecimento. Aos idosos são também concedidos passes gratuitos para quase todos os transportes públicos. Possuem também acesso livre às bibliotecas, museus, galerias de arte e piscinas. Quase todos os autocarros dos transportes públicos têm pisos rebaixados, rampas, espaços reservados a cadeiras de rodas e carrinhos de bebé, bem como motoristas preparados para prestarem especial atenção a idosos ou pessoas com mobilidade e capacidade física reduzidas. Estas realidades demonstram-nos que as autarquias inglesas têm em grande atenção a segurança e as comodidades dos idosos e de todos os deficientes físicos. Como seria bom que estas atitudes para com as pessoas de idade e para com os deficientes físicos, fossem  aceites e obrigatórias em todos os países da U.E. Esta espécie de sonho encantado será algum dia possível acontecer no nosso país? Isto tudo não se trata de uma questão de recursos económicos, trata-se mais de uma questão de boa vontade política e de civismo e de alguma sensibilidade por parte de quem nos governe.

Conclusão, Portugal tem ainda muito que aprender e os exemplos terão de vir de cima.

 

 

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s