QUANDO A FOME E A MORTE AMEAÇAM E PRESSIONAM AS PESSOAS

Quando a fome e a morte ameaçam e pressionam as pessoas

As pessoas que, como eu, tiveram de sair de Angola acossadas pela guerra e pelo racismo africano, muitas delas nascidas em Angola, espoliadas de todos os seus bens, muitos apenas com a roupa que tinham vestida no corpo no momento em que os expulsaram dos territórios em que viviam , estão perfeitamente aptas a sentir o drama dos migrantes que fogem alucinadamente dos países em que nasceram e sempre viveram e que hoje desafiam momento a momento o risco da própria morte. O drama dos migrantes é ,tenho a certeza, um drama tão grave ou ainda mais grave do que aquele que fomos levados a viver, por culpa do Governo português, que na altura se encontrava no exercício do poder.  A rejeição de compatriotas e de parentes, revelou um egoísmo atroz por parte da maior parte do povo português. É em circunstâncias desta natureza que se revela o fraco espírito da solidariedade humana. A pressão política exercida sobre os governantes de então, para que a independência Angola fosse negociada, de forma a poder satisfazer plenamente os interesses das potências nas mãos das quais ficaram amarrados os destinos do mundo do após guerra foi incontornável e decisiva. Três potências se ergueram então para disputar e condicionar todo o futuro económico do Mundo. Os USA, a União Soviética e a Inglaterra. A mais importante das três eram os Estados Unidos da América que fizeram mudar o destino do mundo por saírem vitoriosos em duas frentes de combate, a Europa e o Japão. Isso era o bastante para determinar a supremacia económica mundial dos Estados Unidos. O único poder que na  altura do após guerra ousava contrariar relativamente o poder dos USA era o poder da URSS, mas na realidade o poder russo era  limitado, porque era apenas bélico e faltava-lhe o poder económico. Conscientes dessa realidade, os Estados Unidos começaram a espreguiçar-se e a apoderar-se das fontes de riqueza mundiais, particularmente na área da energia. Os USA rapidamente perceberam que o mundo inteiro acabaria por ser governado por quem detivesse os recursos energéticos mundiais. Infelizmente Angola possuía fabulosos recursos energéticos e isso determinou o seu futuro. Custasse o que custasse Angola teria de ser independente para melhor a poderem explorar. Nas mãos de um governo nacionalista inexperiente a corrupção seria um factor precioso para se poderem apropriar de todas as grandes riquezas do subsolo angolano e alcançarem facilmente os seus objectivos. E assim se forjou a guerra civil angolana que devastou as vidas de muitas centenas de milhar de angolanos e que deu cabo das antigas estruturas económicas do território, levando-o a depender do petróleo e dos diamantes, cuja exploração e proveito foi capitalizado pelos corruptos do poder angolano.

Dependendo acima de tudo da exploração e exportação do seu petróleo Angola cresceu até aqui baseada na cotação do  bruto e  pouco ou nada se importou  com os outros imensos factores de riqueza que possui e que na verdade poderiam determinar uma maior distribuição das suas riquezas naturais e formar com elas a base de muitas industrias transformadoras e criadoras de emprego.                                                                                                              É mais do que evidente que o povo angolano necessita fortemente desse desenvolvimento em diversas áreas para poder viver equilibradamente e feliz. Se esse desenvolvimento não se fizer o que será de Angola quando o petróleo deixar de ser o combustível essencial do futuro?

 

O Pica Pau Angolano  

   

 

 

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s