PONTO E CONTRAPONTO DA CAMPANHA ELEITORAL LEGISLATIVA

PONTO E CONTRAPONTO DA CAMPANHA ELEITORAL

A atitude da coligação governamental nesta campanha eleitoral para as legislativas, demonstra claramente que o PSD/CDS considera ter já a vitória no papo e procede como se considerasse o país propriedade sua. A coligação antipatriótica enveredou conscientemente pelo caminho da mentira e da chantagem que sempre lhe foi peculiar desde que governa Portugal. Amedrontar o povo com permanentes vaticínios de desgraça caso qualquer outra força política possa ganhar as eleições e venha a ser governo, tornou-se para a coligação uma obsessão verdadeira. Ao gabarem-se permanentemente de falsos sucessos governativos, à mistura com falsas promessas, vão deixando antever ligeiramente o que lhes falta ainda aplicar de austeridade e de restrições, mas que, quando forem governo terão mesmo de aplicar devido à verdadeira situação económica do país. Nisso, não têm a coragem de falar, enquanto não forem governo, para não prejudicar os seus resultados eleitorais. É certo que foi a megalomania e a corrupção do último governo socialista que colocou o país na situação em que se encontra hoje (todos o sabem) mas os 4 anos da sua governação não trouxeram a solução do problema e agravaram ainda mais a dívida e o défice. Também é certo e muito estranho que a sua eficiente governação tivesse tornado os pobres ainda mais pobres e os ricos ainda mais ricos e tivesse aumentado fortemente o nível de desemprego. A maior parte das famílias da classe média empobreceu acentuadamente. As constantes sondagens falsas que a coligação procura divulgar constantemente tem como objectivo levar os eleitores indecisos a concederem-lhes os seus votos, o que demonstra claramente a falta de honestidade da sua atitude política.
Se abordarmos os resultados práticos da sua governação vemos com muita clareza que eles têm contribuído para a redução da nossa soberania e para a submissão a interesses estrangeiros, que nos obrigam a nacionalizações contínuas e que fazem de Portugal um país que, aos poucos, se desarma economicamente, tornando o custo de vida dos portugueses cada vez mais inacessível, contribuindo simultâneamente para os empobrecer ainda mais. Neste quadro de verdadeira angustia pergunto: Será a este governo de patriotas que pretendem entregar + quatro anos de governação. Será que os eleitores portugueses acreditam que um governo desse tipo possa garantir-lhes alguma estabilidade e segurança?

O pica pau angolano.

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s