MENSAGEM PARA O 1º MINISTRO DE PORTUGAL

MENSAGEM PARA O SR. 1º MINISTRO DE PORTUGAL

Pedindo antecipadas desculpas pelo tempo que esta minha mensagem poderá tomar a V.Exª venho expor-lhe um assunto que me parece ser do interesse de todos os portugueses e que deveria merecer profunda atenção do Governo, pois o nosso país não pode continuar a viver eternamente dentro de uma organização social injusta que mergulhe os portugueses num permanente estado de vida quase desumana. Senhor primeiro ministro o Sr. certamente não ignora que o povo português está a viver num verdadeiro limiar da pobreza e procura com grande aflição alimentar-se para não perecer e ver perecer os seus familiares mais directos. Os recursos de que hoje dispõe para isso säo quase nulos e impossíveis de alcançar.  Pergunto a V.Exªcom uma pergunta que vá directamente ao seu coração e que requere uma resposta directa: Será justo impor-se fome e miséria a um povo tão dócil e servil? Será humano que uns possam ter muito mais do que aquilo que merecem ou valem e que outros sejam quase condenados a morrer à fome. É essa a preciosa doutrina cristã que aprendemos de Jesus? É esse o maravilhoso exemplo que nos legaram Buda ou Maomé?

Portugal está a constitui-se cada vez mais um exemplo de desigualdades sociais e um país de grande sofrimento humano. Governos vêm e governos vão, mas as coisas não mudam ou muito pouco mudam. Parece que o amor que devia existir no coração dos homens foi inteiramente substituído pelo ódio ou pela indiferença. O Sr. chegou ao Governo de Portugal numa altura verdadeiramente dramática, vive cercado de muitas pessoas egoístas,  corruptas e incompetentes, que se especializaram em acariciar os seus rotundos ventres e negam aos seus semelhantes o simples direito de se alimentarem. Pode porventura esperar que um país construído dessa maneira consiga viver com dignidade e paz? Não lhe parece verdadeiramente monstruoso que exista uma enorme multidão de infelizes a terem de viver com 200 e 300 euros por mês, enquanto muitos outros vivem com milhares de euros. O Sr. Primeiro Ministro acha que um país assim pode subsistir e construir a sua soberania económica e política nessa base de flagrante injustiça?

É muito boa altura para se pensar profundamente nesta dramática realidade. É mais do que tempo para se corrigir essa monstruosa injustiça. Para se trabalhar e produzir é necessário ter-se energia, mas sem uma alimentação mínima adequada desaparece toda a energia e toda a vontade de trabalhar. Com que estímulos e com que forças pode um povo produzir? Antes de terminar a minha mensagem quero apenas acrescentar que neste momento não tenho qualquer filiação política, mas que fui em tempos um simpatizante do partido socialista. Isso antes de José Sócrates ter  governado como governou e ter endividado o país de forma escandalosa e ter-se permitido arruinar o tesouro público quase completamente com as suas megalomanias e PPPs. Apareceu então Passos Coelho e os seus prosélitos a prometerem uma regeneração, que afinal se traduziu num montão de promessas mentirosas e que acabou por afundar o país ainda mais através de uma austeridade impossível de suportar. Sócrates desacreditou o Partido Socialista, mas os portugueses manipulados pela chantagem do governo PSD/CDS acabaram por conceder a esse governo uma votação que prejudicou o P.S. Isso foi mau e fez com que só através de uma aliança com outros partidos + à esquerda conseguisse vir a governar, tendo dado motivo a que o P.R. hesitasse muito em nomeá-lo.

Para terminar quero dizer-lhe Senhor Primeiro MInistro que prossiga com coragem e determinação e procure ultrapassar tudo aquilo que a oposição fizer para o destruir e derrubar. Não permita que a oposição continue a destruir Portugal. Força e coragem Sr. Primeiro Ministro.

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s