9 Verdades sobre o dinheiro que devemos conhecer

Muitas das pessoas mais ricas, e mais poderosas do mundo subiram a pulso na vida. Por exemplo o fundador da Oracle, Larry Ellison, que cresceu num bairro pobre de Chicago, antes de iniciar uma empresa que lhe rendeu cerca de $ 49 Mil Milhões (Biliões). Ou John Paul DeJoria, que passou um tempo vivendo no seu carro antes de fundar o John Paul Mitchell e acumular cerda de uns $ 3,1 Mil Milhões.

Esses exemplos são provavelmente discrepantes, mas a verdade é que na maioria dos casos, quer você aspire a uma grande riqueza ou simplesmente a capacidade de pagar as suas contas mensais sem stress, a fada financeira não lhe vai dar mais do que fizer por isso. Você decide.

3. Cartões de Crédito Não São Dinheiro

cartões creditoÉ uma linha fina: Os cartões de crédito são uma ferramenta para gastar dinheiro, não uma fonte de fundos.

Você poderia argumentar que é uma linha de crédito, tecnicamente, uma fonte de fundos sob a forma de um empréstimo temporário da empresa dona do cartão de crédito, mas isso é escorregadio. Quando você usar cartões de crédito como o dinheiro, em vez de o usar como um veículo para gastar dinheiro que ainda não tem, é assustadoramente fácil de gastar além dos seus meios.

Muitos usam o dinheiro do cartão de crédito como se nunca tivessem que o pagar… mas as entidades dos cartões de crédito vão relembra-lo que não é bem assim… e olhe que elas têm departamentos só para isso e são muito bons a lembrar que gastou o que não devia.

4. A sua aposentadoria é o seu problem

Loving Couple on Cruise Ship

Exceto para algumas pessoas com sorte, a idade das pensões acabou… Agora, você tem sorte se o seu empregador fornecer uma conta de aposentadoria patrocinada, e ainda mais se eles contribuem com dinheiro.

Uma análise Bankrate dos dados de rendimentos médios da American Community Survey do Census Bureau dos EUA descobriu que, numa estimativa os idosos apenas necessitam de 70% da sua pensão para viver confortavelmente depois de se aposentar,  em apenas três estados estão cumprindo esse objetivo.

Em outra pesquisa, a Bankrate descobriu que 69% das pessoas dos 18 aos 29 não tinham poupança-reforma. Alguns especialistas dizem que, se a geração do milênio não mudar os seus hábitos de poupança e começar a investir, eles vão perder o barco da aposentadoria completamente.

Investment5. Investir é chato

Sophia Bera diz: “Investir deve ser chato. É como assistir a grama crescer.”

Investir na bolsa ou capitais de risco é uma atividade muito frenética e stressante, mas para o resto de nós, o melhor para o investimento é em grande parte deixa-lo crescer sozinho.

Por exemplo, depois de analisar 325.000 usuários, com robo-assessor SigFig encontrou-se algo interessante: Os investidores mais bem sucedidos do grupo também foram os menos ativos.

No entanto, você ainda tem que fazê-lo. Bera escreve:

Algumas pessoas esperam muito tempo para mudar de protetor para um investidor. Não cometa este erro! Se você não começar a investir você vai perder seu dinheiro para outro tipo de risco: a inflação. Você não quer que o valor do seu dinheiro vá por água a baixo, porque ele numa conta poupança está sentado  e não vai acompanhar a taxa de inflação.

Além que em Portugal tivemos bancos que faliram, mas antes aliciaram as pessoas a colocarem as suas poupanças em investimentos não seguros, o que fez com que muitas pessoas perdessem todas as suas economias de uma vida de trabalho.

6.  Alguém tem sempre mais dinheiro do que você!more money

Não há absolutamente nada de errado com quem se esforça para ter riqueza. E se você quizer ser a pessoa mais rica não tem qualquer tipo de problema.

Mas viver acima das suas posses é um problema…

Trent Hamm do “The Simple Dollar” diz:

“As pessoas vivem como se elas tivessem mais rendimentos do que elas realmente têm, e para fazer isso elas cortaram na poupança reforma (e às vezes até contraem mais dívidas no seu cartão de crédito)”, e acrescenta. “Algumas pessoas fazem isso para impressionar os outros, mas isso é uma razão duvidosa devido ao efeito do projector. Na realidade, poucas pessoas sequer notam o carro que você dirige ou as roupas que veste, e menos ainda realmente se importam.”

erros dinheiro7. Todas as dívidas não são iguais

Você pode argumentar que todas as dívidas são más – como Patrice C. Washington diz  “A única dívida boa,  é a dívida que você não deve mais”- mas elas podem ainda ir de mal a pior.”

“Escolher pagar a dívida errada pode sair muito caro”, disse o certificado planeador financeiro Jordan Niefeld na Business Insider.

Para começar, você deve classificar todas as dívidas que tem, analise a taxa de juros – da maior taxa de juros para a menor que esteja a ser cobrado. Comece por pagar a que lhe está a cobrar mais juros, a fim de pagar menos sobre a vida dos seus empréstimos. Uma vez que é paga, mova para baixo na sua lista e enfrente a próxima dívida com a maior taxa de juros.

jim carry

“Espero que todo o mundo possa ser rico e famoso e terem tudo o que sempre sonharam, para que saibam que não é a resposta”

8. Dinheiro por si só, provavelmente não o vai fazer feliz

A felicidade é em grande parte subjetiva, e depende a quem você perguntar, o dinheiro pode ou não ser capaz de comprá-lo. No entanto, pesquisas em geral descobrem que o dinheiro pode aumentar a sua felicidade … até certo ponto, e não mais.

Uma coisa é certa, é melhor ter do que não ter…como um dia ouvi, “O dinheiro é como a comida, quando o temos não pensamos nele, quando não temos não pensamos em outra coisa”

O dinheiro por si só não trás felicidade, mas sim o que fazemos com ele, e isso varia de pessoa para pessoa… é como o usamos que nos tornamos mais felizes com ele.

kiss money9. Ninguém se importa tanto com o seu dinheiro como você

JD Roth do Seja Ricocolocou-lo bem há alguns anos atrás:

Uma das lições mais poderosas que você pode aprender é que ninguém se preocupa mais com o seu dinheiro do que você. Quando você percebe isso, quando você assume a responsabilidade de tomar as suas próprias decisões financeiras (em vez de deixar que os outros o façam por você), isso pode trazer uma tremenda sensação de poder e controlo a sua vida.

Ele está se referindo ao fato de que, enquanto há uma abundância de ajuda profissional disponível para o seu dinheiro, é improvável que qualquer outra pessoa – mesmo consultores financeiros – vão operar com mais e melhor interesse do que você faria.

Escolha bem os seus concelheiros financeiros!

Esta entrada foi publicada em Conhecimentos Importantes com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s