SUBVENÇÕES VITALÍCIAS ….. um artigo de Eduardo Dâmaso no C.M. de 14.08.2016

COMENTÁRIO: Creio que é uma excelente ocasião para se fazer a seguinte pergunta –  como é que um país, em estado de pré-banca rota se dá ao luxo de sustentar tantos parasitas políticos? Quem é chamado a servir o Estado não o faz gratuitamente porque para além de um bom vencimento recebe também substanciais benesses. Se não fosse assim não haveriam tantos interessados. Servir o Estado é para mim um privilégio honroso e um verdadeiro patriota deve estar sempre disponível para servir  o seu país com a maior dedicação e competência. Mas,  assim que cessar o seu cargo, qualquer político deve regressar à condição de cidadão normal  e deve reintegrar-se no regime normal de reformas.  Talvez se pudesse justificar um pouco, qualquer compensação complementar, se tivessem enriquecido o erário público com a sua competência, exemplar honestidade e actos de mais valia para o país. No entanto o que se verifica  quase sempre, é que se serviram dos seus cargos em beneficio próprio.

O pica pau angolano.

 

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s