COMO ENTENDER A PROFECIA SOBRE DAMASCO ?

COMENTÁRIO: Publico com a devida vénia para uma maior divulgação.

Como entender a profecia sobre a cidade de Damasco, atual capital da Síria, relatada em Isaías 17.1, se ela ainda hoje subsiste?

 Damasco, uma capital com histórias, dramas e profecias que atravessam os séculos, é também uma das cidades mais antigas a serem habitadas continuamente. Ela já passou por várias destruições e atualmente enfrenta mais uma grande crise bélica que vem deixando marcas indeléveis em sua geografia e seu povo muito sofrido. Este grande centro de importância cultural e social nunca deixou de ser uma cidade permanentemente habitada, como também nunca deixou de conviver com os montões de destruição como nos mostra Isaías.

 Ao falarmos de Damasco ou qualquer outra parte do Oriente Médio, precisamos analisar o cenário sob a perspectiva bíblica e histórica, pois o contexto económico, político, religioso e social hodiernos têm origens no passado tanto próximo como distante. Sem esse conhecimento, torna-se difícil compreender a complexidade da dinâmica profética dessa região.

Analisando os últimos acontecimentos na Síria, onde o presidente Bashar al-Assad é um ditador que está no poder desde o ano 2000, sucedendo seu pai, vemos um regime absolutista enfrentando uma guerra contra insurgentes extremistas que lutam para depô-lo e destruírem até mesmo o cristianismo, que conta com certa liberdade no regime de Assad, bem como outras minorias étnicas e religiosas. O apoio da potências ocidentais para resolver esse conflito é necessário, porém pode se tornar outro grande problema no futuro com o armamento, treinamento e recursos financeiros enviados. Ninguém pode prever o que acontecerá após findar esse momento conturbado e sangrento, pois este aporte bélico pode se tornar em outra ameaça pelos que hoje são aliados, fato que já aconteceu no passado.

Em três anos os conflitos na Síria já mataram mais de 190 mil pessoas e milhões tiveram de abandonar suas casas e buscarem abrigo em centros de refugiados. Além deste drama humanitário, combatentes extremistas espalham o terror por toda a região. Mas, como isso tem interface com a profecia bíblica?

Neste breve relato político, bélico e social, vemos como o assunto Damasco, Síria e Oriente Médio é histórico e complexo. Logo a passagem em apreço de Isaías 17.1 (“Peso de Damasco. Eis que Damasco será tirada e já não será cidade, mas um montão de ruínas”) deve ser entendida como uma profecia em movimento, pois Damasco já se tornou literalmente um montão de ruínas em algumas vezes, como também tem sido um inimigo constante de Israel, ameaçando sua soberania. Enquanto escrevo esse texto, um caça sírio foi abatido por Israel por violar seu espaço aéreo. Em conformidade com o exposto, vemos que essa profecia foi parcialmente cumprida e em breve será concluída em sua totalidade e Damasco não mais existirá.

Por, Gilberto Corrêa de Andrade.

Esta entrada foi publicada em Profecias com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s