O COSTA PASSOU-SE

O COSTA PASSOU-SE

Acabei de ler o artigo “O Costa passou-se” da autoria de Clara Ferreira Alves e fiquei completamente enojado. Houve tempo em que apreciava os artigos da “PLUMA CAPRICHOSA” quase todos publicados na Revista E do semanário Expresso. Pareciam-me quase sempre críticos mas politicamente correctos e independentes. Ultimamente porém, a escritora passou por uma completa metamorfose e o pseudónimo de Pluma Caprichosa que adoptou,  perdeu grande parte da sua legitimidade. Hoje, neste e noutros artigos seus, acabou por se transformar numa Pluma Corrupta a soldo do capitalismo egoísta e selvagem. O compromisso de qualquer escritor de valor não é com os partidos políticos da triste partidocracia em que Portugal vive mergulhado até às orelhas. O seu verdadeiro compromisso deve ser sempre e acima de tudo com a verdade e com a justiça. Clara Ferreira Alves não pode deixar de saber que na falaciosa democracia em que vivemos, as classes trabalhadoras e pobres não são tratadas com justiça. Justiça seria permitir-lhes o direito à vida numa condição humana de suficiência, o que de facto não acontece. Portugal é na Europa um dos países que mais maltrata o seu povo e  que o castiga permanentemente com baixos salários, pensões de miséria e impostos opressivos. Os escritores honestos deveriam bater-se até ao seu último alento, para levar os Governos a corrigir essa indecorosa e injusta política, que é de facto a principal causa da atrofia de Portugal.  As classes mais ricas e economicamente favorecidas deveriam ter um grau de humanidade capaz de compreender e combater essa situação. Todos sabemos que em qualquer país democrata existem sempre classes ricas e classes pobres, mas os ricos não devem explorar os pobres de uma forma sufocante. O nosso país precisa de investidores e para os ter, tem de criar condições que lhes permitam obter um justo proveito dos seus investimentos. Isso todavia não pode ir ao ponto extremo de deixar explorar os trabalhadores de forma desumana, consentindo na formação de uma sociedade totalmente egoísta e desequilibrada. Também não pode negar-lhes o legítimo direito à suficiência condenando-os à miséria e à fome. Na Europa dos nossos tempos, há inúmeros países desenvolvidos onde as classes rica e pobre estão perfeitamente harmonizadas e em que os ricos não deixam de ser ricos e os pobres e as classes mais humildes não deixam de poder viver com dignidade e suficiência. Portugal no contexto de muitas das nações europeias é o país com um dos salários mínimos mais baixos e com as pensões de sobrevivência mais indignas e vergonhosas. Um país pode marchar e progredir economicamente sem perder o senso de justiça e sem explorar uma mão de obra barata. Neste artigo de Clara Ferreira Alves vê-se perfeitamente que a escritora não simpatiza com António Costa e por isso o ataca com tanta ferocidade. Existem hoje no nosso país muitos escritores que vivem à custa do desentendimento político entre os partidos e que criticam o Governo das formas mais diversas, mas que no fundo se aproveitam dessas dissensões para bem se governarem. Clara Ferreira Alves faz parte de um grupo dessa natureza que alimenta um programa na SIC chamado “Eixo do Mal” e que bem podia deixar de existir por não fazer falta a ninguém. Este artigo da escritora revela um carácter de puro mercenarismo jornalístico, absolutamente contrário aos interesses do nosso país. Infelizmente são estes os escritores que estão agora na berra e que não se importam de dizer hoje uma coisa para amanhã dizerem o contrário. Não se preocupem porém, porque vai tudo levar uma grande volta, quando se der o crack down económico de Wall Street que parece estar para breve.

 

O Pica pau angolano.                

Esta entrada foi publicada em POLÍTICA com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s