FRENTE A FRENTE ENTRE LUVUALU E ÁGUA LUSA

COMENTÁRIOS: Por muito bem preparados para argumentar que estejam estes diplomatas, defensores fanátiocos do MPLA, eles não conseguem convencer-nos, porque não é possível tapar-se o Sol com uma peneira. Nasci e vivi em  Angola durante 45 anos e sempre me senti mais angolano do que português. Nunca regeitei a minha nacionalidade, nunca pertenci a nenhum partido político angolano e nunca reconheci no MPLA qualquer mérito para poder governar o povo angolano muito embora tivesse amigos de infância que foram figuras políticas gradas nesse partido. Era um partido extremamente racista tanto para os africanos, como para os europeus. Para os europeus e para os mestiços talvez o tivesse sido mais do que para ninguém.  A prova disso é que nem mesmo consentiu repartir o poder político com os brancos e com os mestiços naturais de Angola. Nunca lhe passou pela cabeça reconhecer o direito internacional do jus soli e usou de extrema selvajaria para expulsar os europeus e os mestiços de Angola, e diga-se a verdade, com a ajuda dos comunistas portugueses, os patriotas de então. Durante a guerra civil que desencadeou em Angola contra os outros partidos angolanos, praticou actos de grande brutalidade que demonstraram não respeitar minimamente a dignidade humana. Ascendeu ao poder de forma anti democrática com a ajuda de mercenários cubanos. Angola, um país cheio de riquezas e de recursos naturais, foi e continua a ser, objecto de desenfreada pilhagem por uma oligarquia política e a maioria  do seu povo tem estado condenado a viver muito abaixo do limiar da pobreza. A grande reportagem põe a nu a forma pestilenta como tantos seres humanos têm  de viver, abandonados à sua sorte e tratados como verdadeiros bichos. Enquanto isso se passa bem debaixo dos olhos do mundo, uma oligarquia medonha e insensível continua a viver sentada em pilhas de dinheiro e já não sabe o que há-de fazer dele e por incrível que pareça, continua a pisar passadeiras vermelhas para não sujar os sapatos. Gente assim é uma enorme vergonha para toda a humanidade. Infelizmente temos em Portugal uma elite política que os compreende, apoia e acarinha e que lhes vende a própria alma se necessário for.

Esta entrada foi publicada em REPORTAGENS com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s