EUROPA TRANCA AS PORTAS E MIGRANTES PAGAM O PREÇO DO TERRORISMO

EUROPA TRANCA AS PORTAS. MIGRANTES PAGAM O PREÇO DO TERRORISMO.

 

Casa roubada, trancas à porta” e “paga o justo pelo pecador” são provérbios que caracterizam parte da reação europeia aos atentados de Paris e como essa resposta deixa numa situação ainda mais difícil os milhares de migrantes que procuram abrigo no “velho continente”.

A União Europeia decidiu reforçar os controlos fronteiriços e, menos de 24 horas depois, este sábado, o resultado era já visível numa das fronteiras da Roménia com a Hungria, onde se formou um enorme engarrafamento. Alguns automobilistas até agradecem o reforço dos controlos. Afirmam que “é preciso ter paciência” dado o quadro criado pelos ataques em Paris.

Pior é a situação na fronteira da Grécia com a Macedónia (FYROM). Quinta-feira, a antiga república jugoslava decidiu limitar o direito de passagem aos migrantes que fogem de zonas de conflito, ou seja, da Síria, do Iraque e do Afeganistão, provocando a ira de cerca de 1300 migrantes originários da Argélia, Bangladesh, Irão, Paquistão ou ainda Somália, que aguardam do lado grego da fronteira.

Um nepalês explica que quer ir “para a Europa” porque ficou “sem casa” no violento terramoto que atingiu o Nepal em abril de 2015.

Nos próximos tempos, a tensão promete continuar a aumentar ao longo das fronteiras europeias. As agências humanitárias já avisaram que controlos mais apertados vão provocar um aumento do tráfico de seres humanos.

Partilhe esta notícia

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s