MAKUTA NKONDO DEFENDE-SE DA AÇÃO DISCIPLINAR MOVIDA PELA A.N.

OPINIÃO: Considero Makuta Nkondo  um angolano genuíno e corajoso. Um dos poucos angolanos que representa de facto o povo banto. Consegue ser dos poucos angolanos que levanta a voz para protestar contra a poderosa e corrupta oligarquia que governa Angola e que pilha em seu proveito os poderosos recursos do país. Makuta Nkondo tem sido perseguido e silenciado ferozmente pelos senhores que detém nas mãos de forma ilegítima o poder em Angola. Na  Assenbleia Nacional angolana, aonde já foi deputado fez ouvir sempre a sua voz crítica em relação à situação que se vive no país e que perdura há quase quatro décadas. A constituição política angolana que pretende aparentar ser democrática, só pelo simples facto de possuir um parlamento com representantes de outros partidos políticos, de vozes tímidas e abafadas pelo medo, não passa de uma farsa grotesca dominada pelo poder absoluto da oligarquia dominante do MPLA. O MPLA é o partido do governo e do poder absoluto e instalou em Angola uma ditadura oligárquica que mal deixa respirar o país. Os deputados dos diferentes partidos nacionais angolanos sabem muito bem até onde podem ir e quais são as limitadas liberdades de expressão e contestação que lhes são consentidas na Assembleia Nacional. O povo angolano, que sofre de uma horrível penúria económica, não possui liberdade de expressão e vive amordaçado pelo medo,  silenciando a sua revolta para não ser perseguido e maltratado fisicamente. O poderoso chefão da máfia política instalada no poder é um político desonesto  com carinha de anjo, que detém todos os cordéis da vida política e económica angolana e que teve o soberano descaramento de instalar toda a sua família no poder económico da nação, para que ela amontoasse em seu proveito clamorosas fortunas. Angola está à beira de novas eleições, que, como sempre. irão perpetuar o poder nas mãos da oligarquia governativa que saqueia o tesouro nacional e faz sofrer o povo angolano. A forma irresponsável como Portugal descolonizou Angola, na ânsia de se livrar rapidamente de responsabilidades e despesas, deu origem à implantação de uma ditadura militar não representativa do povo angolano. Instalou-se então no poder um partido que triunfou da guerra civil com o apoio de forças mercenárias  comunistas cubanas, que saquearam Angola de muitos bens valiosos, aproveitando-se da confusão da guerra.  Surge aqui a figura controversa e cínica de um homem, não angolano, que foi implantado no poder, para poder permitir o fácil aproveitamento das grandes riquezas minerais do território angolano pelos países que já as cobiçavam de há muito.  Makuta Nkondo tem razão em querer exigir que esse governante prove a sua duvidosa nacionalidade angolana. A lei angolana estabelece que a atribuição da nacionalidade se deve basear nos seguintes pressupostos: ter nascido em Angola, ser filho de pai ou mãe angolana. Parece que o governante em questão não terá nascido em Angola e que ninguém conhece a sua verdadeira etnia e que nenhum de seus pais é de facto  angolano. Por essa razão e segundo a lei constitucional não pode ocupar nenhum cargo político em Angola. A pessoa em questão, que neste caso é o próprio presidente da república, já deveria ter prestado provas da sua nacionalidade angolana. Sem as prestar, está ilegalmente no poder. Se isso, na verdade, se confirmar é um intruso estrangeiro, como Makuta Nkondo o classifica e deve ser deposto e julgado por crimes de falsidade, má fé e corrupção.

O Pica Pau angolano.

 

 

Esta entrada foi publicada em DESMISTIFICANDO, PROVA DE NACIONALIDADE EM FALTA com as etiquetas , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s