ESTARÁ WASHINGTON INTERESSADA EM INVADIR A COREIA DO NORTE

COMENTÁRIO: FICA TUDO ADIADO SINE DIA. A CONTINUAÇÃO DO ACTUAL ESTADO DE COISAS TEM MUITO INTERESSE E VAI PROPORCIONAR GRANDES VENDAS DE MATERIAL DE GUERRA NESSA REGIÃO GEOGRÁFICA.  A GUERRA TOTAL SÓ ACONTECERÁ  QUANDO VIER O ARMAGEDON.

 Estará Washington disposta a invadir Coreia do Norte?

© Sputnik/ Ilya Pitalev

ÁSIA E OCEANIA

07:05 05.03.2017(atualizado 10:32 06.03.2017) URL curta
658178925

A ideia de invadir a Coreia do Norte e acabar com o governo da família Kim é, obviamente, cativante. Mas, ao que parece, as inúmeras implicações de uma ação militar não são verdadeiramente consideradas. Harry Kazianis, colunista do The National Interest, levantou a possibilidade de uma intervenção em grande escala contra Pyongyang.

Embora existam inúmeras formas de promover a mudança de poder em um país, pelo que parece, no caso da Coreia do Norte só é possível uma opção: uma intervenção militar, afirma o autor.

Tendo em conta que Pyongyang não está vinculado à economia global, a aplicação de sanções pode fazer pouco para acabar com o “reino dos Kim”. Também não serão eficazes a pressão social nem a propaganda organizada para influenciar os cidadãos comuns. Por isso, muitos acham que “os tanques e as bombas são a única maneira de alcançar tal objetivo”, escreve o jornalista.

Ataque de surpresa

O autor afirma que, na realidade, um ataque contra “o regime mais vil do mundo” pode resultar em um desastre total. Então Kazianis se pergunta: se Washington decidir mesmo atacar a Coreia do Norte, como seria organizada a ação militar contra o país asiático?

Do seu ponto de vista, primeiro, Washington aumentaria significativamente o número de seus contingentes militares perto das fronteiras norte-coreanas, isso também levaria a um aumento da quantidade de tropas norte-americanas no território da Coreia do Sul.O problema é que uma mobilização militar em massa não pode ser escondida. A inteligência norte-coreana descobriria tais planos. Como tal, Pyongyang teria um bom motivo para lançar um ataque forte para garantir a sua sobrevivência, opina o especialista.

Retaliação de Pyongyang

Além disso, a Coreia do Norte teria razões para lançar uma guerra nuclear. Uma vez que Washington decida que chegou o momento de acabar com o regime norte-coreano, Pyongyang não terá nenhuma razão para se conter. Enquanto se discute a possibilidade de a Coreia do Norte ser capaz de atingir o território continental dos EUA, Pyongyang pode atacar Seul e Tóquio.

“Kim, sabendo muito bem que não resistirá a uma invasão [contra o seu país], pode se decidir a levar consigo o maior número de vidas possível”, considera o autor.

Além disso, as tropas norte-coreanas podem ter outras armas de destruição em massa, por exemplo, armas químicas.“Imaginem um cenário de pesadelo em que os norte-coreanos usam um pequeno lote de armas químicas. Apenas um punhado destas armas lançadas contra Seul pode provocar um tal pânico como não é visto desde os atentados de 11 de setembro de 2001. Há que evitar qualquer ataque contra alvos civis com essas armas ameaçadoras”, adverte Harry Kazianis.

Efeitos inesperados

O autor lembra que há muitos outros efeitos inesperados de um ataque militar: Pyongyang pode ativar as células adormecidas para levar a cabo um ataque parecido com o de Charlie Hebdo na Coreia do Sul ou Japão, ou fazer explodir “bombas sujas” em território inimigo.

Estes roteiros ainda não incluem os custos de reconstrução da Coreia do Norte em resultado de um conflito devastador, nem tem em conta a possibilidade de Pequim intervir.Vale salientar, escreve o analista, que o governo norte-coreano já teve seis décadas para planejar uma resposta a qualquer tipo de invasão.

“Eu acho que toda a Ásia estará de acordo em que negociações sobre a diminuição da escalada na península da Coreia seriam uma boa ideia para todos. Esperemos que que estas se realizem em 2017, já que uma crise norte-coreana real seria terrível”, concluiu Harry Kazianis seu artigo para The National Interest.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s