O MUNDO QUE ESTAMOS A CONSTRUIR ESTÁ A TORNAR-SE INSUPORTÁVEL E PERIOGOSO

O MUNDO QUE ESTAMOS A CONSTRUIR ESTÁ A TORNAR-SE INSUPORTÁVEL E PERIGOSO.

A forma como estamos a viver não é saudável nem boa. Meus pais deram-me uma educação muito especial e  nunca deixaram de vigiar atentamente o meu comportamento. Nesse tempo os valores morais  a virtude e a educação ocupavam uma posição que  impregnava  toda  a  sociedade  em geral.               A principal preocupação de uma família séria, honesta e de respeito era a boa educação dos seus filhos. Existiam já nessa altura os mesmos riscos com que se debatem as sociedades atuais, mas  numa  escala   inferior.   Existiam também os riscos do tabaco, do álcool, da droga, da pornografia e da prostituição se bem que em menor escala. Havia, contudo,  uma atitude muito menos permissiva por parte da sociedade, a  qual funcionava como um travão e o perdão não era concedido com tanta facilidade como hoje. Os jovens daquele tempo  não eram tão assediados por uma multidão de solicitações e tentações. Existia nos pais uma acentuada preocupação em prepararem os seus filhos para se defenderem dos riscos e das ameaças externas. Mas as coisas porém mudaram bastante. A começar  pela forma como muitos pais se desinteressam nesta altura por seguir e vigiar o comportamento dos seus filhos. Noutros tempos, os pais só começavam a atenuar a sua vigilância sobre os filhos quando eles atingiam os 18 anos. E essa vigilância não era igual para rapazes e raparigas. As raparigas solteiras viviam nessa época rigorosamente vigiadas   por  suas  mães  e  enquanto  se  não  casassem  tinham de aceitar e obedecer ao que suas mães lhes prescreviam para conservar o seu bom nome. Esse tipo  de  educação era,    na   altura, pode  dizer-se,   um  padrão  social respeitado e aceite. É certo que, apesar de toda a vigilância, ocorriam mesmo assim   alguns  casos  escandalosos,  mas  não  muitos.   Eram verdadeiras  excepções às   regras que mereciam  a  condenação  e  o  repudio  de  toda  a sociedade. Tudo nessa altura se cumpria e se encaixava bem e as sociedades viviam  em  perfeito respeito  pelos  valores  tradicionais  herdados  de  uma sólida cultura moral.  A cultura e  a  ordem  em  que  viviam  acabava  por  se reflectir sempre no bem estar social  e  no  relacionamento  das nações entre si. Com os constantes avanços do conhecimento científico e com as contínuas e destacadas conquistas  da tecnologia, as solicitações e tentações impostas ao cidadão actual são de tal forma  fortes, que  têm  contribuído  para destruir  velhos hábitos de vida e de conduta, substituindo-os por indisciplinadas e anárquicas   formas  de   comportamento que   começam   a  fugir  quase inteiramente a qualquer controle da sociedade.   O   ajustamento das coisas começa agora a tornar-se  muito  difícil  e quase  impossível  de  se realizar.       E hoje os valores morais estão profundamente degradados e  os princípios antigos  tornaram-se  inaceitáveis.   As sociedades   gemem   hoje  sob  as inúmeras alterações a que as sujeitam e  tudo     se degrada,  desmorona e corrompe. Todos   pretendem  viver da    melhor  forma    possível, sem se preocuparem   minimamente com a  forma moral ou  imoral   dos outros viverem. O egoísmo da espécie humana, agora sobre   desenvolvido, pelas muitas solicitações da vida moderna,  não perde mais tempo a saber se a felicidade de cada um é  ou não  legítima.    O que realmente conta é a sua própria felicidade e bem estar. Como se poderão as sociedades e o mundo ajustar e conciliar desta forma?

O pica pau angolano  

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s